Como remover o Ubuntu em dual boot com o Windows

Apesar do título deste tutorial, o exemplo serve para qualquer distribuição de Linux instalada paralelamente a qualquer versão do Windows. Caso você queira voltar a usar somente o Windows, isso é perfeitamente possível e não deixa nenhuma sequela. Basta seguir os passos adiante e você terá uma máquina somente com Windows, sem nenhum vestígio da instalação do Ubuntu deixado para trás. Esta não é uma tarefa complicada, mas exige um tanto de atenção e ações que talvez não sejam tão simples para usuários iniciantes. De qualquer forma, acompanhar os passos detalhados deste artigo pode ajudar você a aprender coisas novas. Veja agora como remover o Ubuntu do seu computador e deixar o Windows lá, intacto. Este processo foi realizado no Windows 10, mas deve funcionar da mesma maneira nos Windows 8 ou 8.1.

Removendo partições do Linux no Windows:

Passo 01

Primeiramente, é preciso remover a partição em que o Linux foi instalado em seu computador. Use o atalho Tecla do Windows + R e execute o comando diskmgmt.msc. Isso vai abrir o gerenciamento de disco do Windows, local pelo qual é possível modificar as partições do disco rígido.

Passo 02

Agora é hora de excluir as partições. Identifique em quais delas estava o Ubuntu — normalmente são duas e elas não possuem nenhuma etiqueta de identificação —, clique com o botão direito do mouse e depois vá em “Excluir volume”. Faça isso até remover todas as partições com Linux. Lembre-se: muito cuidado para não excluir a partição errada, pois caso isso aconteça, você pode perder arquivos importantes armazenados em seu disco rígido.

Passo 03

Após excluir uma partição, você tem mais espaço livre em seu disco. Agora, é possível juntar este espaço com uma partição já existente ou então criar uma nova — esta segunda opção é uma saída interessante para guardar arquivos, que ficam intactos caso você precise reinstalar o Windows, por exemplo.  Clique com o botão direito do mouse sobre o espaço não alocado e selecione a opção “Novo Volume Simples…”. Ao fazer isso, o sistema entende que aquele espaço não utilizado deve se tornar um novo volume (uma nova partição).

Caso queira estender uma unidade já existente (tal como a unidade C, onde estar instalado o Sistema Operacional). Faça o seguinte:  Clique com o botão direito no quadrado verde claro,e excluir,depois vai ficar como espaço não alocado, ai clique com o botão direito na unidade que deseja estender.

Corrigindo a inicialização do Windows Quando você tem dois softwares instalados em seu computador, a inicialização do sistema oferece a opção de escolher entre um e outro na hora em que o PC é ligado. Agora que você já removeu o Ubuntu do seu PC, é preciso corrigir este detalhe para não ter problemas na hora do boot.

Corrigindo o boot:

Passo 01: Aqui, é necessário ter em mãos o disco de instalação do Windows.

Passo 02: Insira o disco no drive ou coloque o pendrive em uma porta USB e reinicie o computador. Se você utiliza Windows 8 ou superior, pode usar a reinicialização avançada do Windows para facilitar o processo: abra o menu ou tela Iniciar e procure pela opção “Restaurar o PC”. Lá, clique sobre a opção “Reiniciar agora”, como indicado na imagem abaixo. Com isso, o computador reinicia e carrega os arquivos diretamente do pendrive ou DVD, permitindo que você corrija a inicialização do Windows. Passo 03 O seu computador assume que você vai reinstalar o Windows, mas não prossiga desta forma. Clique sobre a opção de reparação do sistema e na tela seguinte defina todas as informações sobre idioma e localidade. Feito isso, clique em “Avançar”. Agora, vá na opção “Solucionar problemas” e depois em “Opções avançadas”. Por fim, selecione o botão “Prompt de comando”. Na tela de comando, digite a sequência bootrec.exe /fixmbr e pressione a tecla Enter. Isso deve funcionar de maneira instantânea, então é só encerrar o aplicativo e reiniciar o computador que a inicialização acontecerá da maneira correta. Caso este método não funcione, você pode optar pela opção “Reparação automática”, presente na mesma tela em que você acessou o prompt de comando. Isso leva um pouco mais de tempo, mas vai corrigir todas as falhas e alterações identificadas como indevidas.

Matéria completa:
https://canaltech.com.br/tutorial/linux/como-remover-o-ubuntu-em-dual-boot-com-o-windows/
O conteúdo do Canaltech é protegido sob a licença Creative Commons (CC BY-NC-ND). Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

 

Deixe um comentário

Seu Windows não reconhece redes Wifi

A dica é a seguinte, já que não informou o sistema operacional ou mesmo sua versão então presumindo ser windows:
– iniciar
– executar
– cmd [enter]
digite ncpa.cpl [enter]

Na próxima tela possivelmente haverão 3 ou mais tipo de conexão, uma delas será conexão local e outra sem fio.

[​IMG]

Localize o adaptador sem fio e caso esteja como o exemplo abaixo, clique o botão direto sobre esta conexão e então clique ativar.

[​IMG]

Agora é possível conectar. Espero que der certo.

Deixe um comentário

Como tornar a sua internet wireless invisível

 Se você usa tanto um PC quanto um notebook quando está em casa, provavelmente você também possui um roteador para distribuir o sinal da internet e permitir que você navegue enquanto está deitado no conforto da sua cama. Contudo, mesmo ao colocar uma senha, existem formas simples de burlar a segurança do aparelho e acessar seu sinal sem saber a senha.

Para evitar que seu vizinho safado roube a banda que você paga, siga os passos a seguir e descubra como deixar invisível sua internet wireless.

Faça você mesmo

Primeiramente, você precisa encontrar o manual do seu roteador. Com ele em mãos, descubra qual endereço você precisa acessar para abrir o painel de controle de suas configurações (caso não encontre a URL, ligue para a assistência técnica da sua operadora e pergunte qual o link e o login para acessá-lo).

As opções que você precisa abrir agora variam de nome conforme o roteador, pois cada empresa cria um painel de controle próprio.

O primeiro campo a acessar deve ser algo como “Configuração básica”, “Setup”, “Home Network” ou “Rede”. Nele, procure a opção “WLAN”, “Wireless” ou “Rede sem fio”.

Encontre a opção “Broadcast Network Name”, “SSID Broadcast”, “Difusão de SSID” ou “Difusão do Nome da Rede” e marque a caixa “Disabled” ou “Desativado”. Feito isso, selecione “Guardar definições”, “Salvar alterações” ou “Save Settings” para impedir que seu roteador tenha a segurança burlada novamente.

Há, no entanto, um pequeno problema nessa ação: você também não consegue mais ver o nome da rede para acessá-la! Para resolver isso, a saída é deixar nos favoritos do navegador o link para acessar as configurações do roteador. Dessa forma, uma vez que você já esteja conectado à internet, basta esconder seu sinal novamente.

Copiado de: http://www.tecmundo.com.br/tutorial

Deixe um comentário

Android: como espelhar a tela do seu aparelho no PC pelo WiFi

Você já se sentiu desconfortável ao mostrar algum conteúdo em seu smartphone para várias pessoas ao mesmo tempo por conta do tamanho da tela do seu aparelho? Essa dificuldade é algo que pode ser resolvido com alguns recursos com o espelhamento de tela que já é nativo em alguns aparelhos mais modernos que rodam o Android.

Contudo, nem todos podem se valer desse recurso, normalmente provido pelo padrão Miracast. Nesses casos, você pode driblar essa dificuldade com o Mobizen, um app que faz praticamente a mesma coisa.

Nesse tutorial você vai conferir como essa ferramenta funciona e, depois de poucos passos, já estará espelhando a tela do seu dispositivo na tela do seu PC, Mac e até em navegadores de smartTVs.

Passo 1

Antes de qualquer coisa, você precisa fazer a instalação do Mobizen em seu dispositivo. Ele funciona com qualquer smartphone ou tablet com Android 4.0 ou superior e, no computador ou TV que receberá as imagens, não é necessário instalar nada, apenas ter uma conexão com a internet e um navegador.

Passo 2

Com o app instalado em seu aparelho, é necessário fazer a primeira inicialização. O app pedirá a você que especifique um email e crie uma senha para sua conta Mobizen. Depois disso, a seguinte tela será mostrada. Tocando no campo “Mobile name”, você pode personalizar o nome do seu dispositivo.

Passo 3

Com seu aparelho pronto para espelhar, abra seu navegador (Chrome, Firefox, Safari ou IE) e acesse este endereço. Digite seu email e a senha que você especificou anteriormente no celular e clique em “Get Started”.

Passo 4

Com isso, o seu navegador vai carregar o aplicativo e tudo que estiver na tela do seu smartphone deve aparecer no PC. É possível deixar tudo em tela cheia, fazer apresentações, mostrar fotos e vídeos. Contudo, o som do seu celular não será exibido. Há ferramentas para desenhar na tela, tirar capturas de tela e navegar pelas suas pastas de arquivos.

É importante notar que alguns dispositivos podem não permitir o espelhamento de tela via Mobizen no WiFi. Nesses casos, você pode tentar o procedimento via USB, que requer a instalação de um programa no Windows.

Copiado na íntegra de http://www.tecmundo.com.br/android/58327-android-espelhar-tela-aparelho-pc-wifi.htm

Deixe um comentário

Armazenamento em nuvem redundante com Dropbox e Copy

Atenção: visando dar os devidos créditos, essa dica foi copiada na íntegra do site VivaoLinux.com

Nesta rápida dica, ensinarei como configurar dois serviços de armazenamento em nuvem: Dropbox e Copy, para funcionarem em apenas uma pasta. Dessa forma, tudo o que você salvar nestas pastas, será sincronizado e salvo em ambos os serviços.

Isso é útil, pois oferece uma camada a mais de segurança em seus backups. Além disso, se você possui arquivos importantes e que devem estar acessíveis sempre que você precisar, utilizar dois serviços para isso, torna o processo mais seguro.

Assim, mesmo que um dos serviços falhe e fique inacessível (aconteceu com o Dropbox alguns dias atrás), você ainda poderá acessar os arquivos através do outro serviço.

Bom, para isso, você irá precisar de:

1. Uma conta no Dropbox :: Se você já tiver uma conta no Dropbox, não há problema, seus arquivos continuarão salvos lá.

Se não, você pode utilizar este link para criar uma conta. Assim, você e eu ganhamos 500 MB a mais de espaço (ficando com 2.5 GB iniciais). Por fim, instale normalmente o aplicativo Desktop de acordo com a sua distribuição.

2. Uma conta no Copy :: Aqui testei com uma nova conta (não sei se dará conflito se você já possuir arquivos armazenados nesta conta, mas utilizando este método, creio que não dará conflitos).

Sendo assim, você poderá também utilizar este link para criar a conta e ganhar 5 GB de espaço a mais (ficando com 25 GB iniciais).

Instale o cliente Desktop normalmente. Se você utiliza o Slackware, siga este excelente tutorial do lcavalheiro.

Pois bem, passadas as instruções iniciais (e jabás), você terá duas pastas no seu diretório Home, uma para cada serviço (Copy e Dropbox). Agora, iremos juntá-las em uma só pasta.

Primeiro, encerre o aplicativo CopyAgent que fica sincronizando a pasta do Copy. Para isso, clique com o botão direito no ícone da área de notificação e escolha Quit.

Com ele encerrado (você pode deixar o do Dropbox executando normalmente), copie dois arquivos da pasta Copy para a pasta do Dropbox: o .user_info e a pasta.copy.cache.

Para isso, utilize os comandos:

$ cp -r ~/Copy/.copy.cache ~/Dropbox
$ cp ~/Copy/.user_info ~/Dropbox

Estes são arquivos de controle do Copy, que determinam que esta pasta deve ser sincronizada. E estão ocultos.

Obs.: nesta etapa, se você tiver algum arquivo guardado no Copy, copie também para a pasta do Dropbox.

Terminada a cópia, espere o Dropbox sincronizar os arquivos para o servidor dele. E remova a pasta do Copy:

$ rm -r ~/Copy

Após isso, execute novamente o CopyAgent. Ao iniciar, aparecerá a tela:

Linux: Armazenamento em nuvem 
redundante com Dropbox e Copy

Ele diz que não encontrou a pasta Copy no seu diretório Home. Clique em “Locate Folder” e escolha a pasta do Dropbox:

Linux: Armazenamento em nuvem 
redundante com Dropbox e Copy

Simples assim. Ao procurar (e encontrar) os arquivos de controle dentro desta pasta, o Copy sincronizará tudo o que estiver dentro dela para o seu servidor. Isso incluirá todos os arquivos do Dropbox que já estavam lá.

Agora, é só esperar o upload acabar e você terá dois serviços de sincronização atuando em apenas uma pasta. Assim, tudo o que você salvar dentro da pasta Dropbox, será automaticamente sincronizado nos dois serviços.

* Observação importante: lembre-se de que o limite de armazenamento fica estabelecido pelo Dropbox (2.5 GB, se você utilizou o link do começo da dica). Mas, você também pode aumentá-lo cumprindo algumas tarefas (recomendo o Camera Upload, que dá até 3 GB, embora só funcione no Windows/Mac) e convidando seus amigos (500 MB por indicação, até 16 GB).

Dica extra

Ótimo, agora tenho uma pasta com backup redundante em dois serviços de armazenamento em nuvem. Mas, possuo muitos arquivos que quero salvar e eles estão organizados em vários diretórios diferentes, todos fora da pasta Dropbox. Vou ter que mover todos para a pasta Dropbox, um a um?

A resposta é não. Você não precisa necessariamente ter todos os arquivos dentro desta pasta. Você pode simplesmente criar links para eles.

Exemplo:

Se tenho uma pasta com várias fotos em outra partição (em /media/Dados/Fotos) e quero salvá-las no Dropbox sem ter que movê-las, basta criar um link para a pasta do Dropbox:

$ ln -s /media/Dados/Fotos ~/Dropbox/Fotos

Assim, o Dropbox (e o Copy também), irá seguir o link e salvar em nuvem tudo o que estiver dentro da pasta.

Testado no:

  • Slackware Current 64 bits
  • Dropbox v2.4.11
  • Copy v1.41.0253

Até a próxima!

Dica também publicada no Mundo GNU.

Deixe um comentário

Dicionário no TexStudio

Como adicionar um dicionário no TexStudio? Veja em:  https://sites.google.com/site/latexgrucad/dicionario

Deixe um comentário

Como configurar o PC para exibir vídeos e fotos na TV pela rede Wi-Fi? – Dicas e Tutoriais – TechTudo

Como configurar o PC para exibir vídeos e fotos na TV pela rede Wi-Fi? – Dicas e Tutoriais – TechTudo.

Deixe um comentário